Tornando o time Scrum independente:

“É como andar de bicicleta, a gente nunca esquece!”. Quem nunca se deparou com essa frase?

Remetemos à ela sempre que queremos referir à algo que não se esquece, certo? Mas antes do movimento sob duas rodas ficar tão natural, provavelmente a gente deu alguns tropeços, fracassamos ou até encontramos uma pedra no caminho, como diria o poeta Drummond. Mas, com o tempo, treino e trabalho árduo, fizemos com que o ato de andar de bicicleta fosse automático ou, melhor dizendo, uma tarefa contínua.

Tarefas contínuas são gravadas na mente de maneira mais reflexiva – assim como os reflexos automáticos. Elas também exigem mais atenção e tempo durante o processo de aprendizagem e isso as torna ainda mais enraizadas. 

E é exatamente esse o desafio do ScrumMaster no dia a dia com o time Scrum.

Mas o que fazer para deixar os seus times mais independentes e com os conceitos da metodologia enraizados no trabalho?

O ScrumMaster precisa traçar ações para que desde o início as definições e objetivos de cada papel, de cada responsabilidade, função e fluxos da metodologia fiquem claros à todos os envolvidos da empresa. É principalmente nas reuniões diárias, nas revisões e retrospectivas de sprint que este profissional deve vestir a camisa de treinador e, ao mesmo tempo, de atleta dos seus times.

No início, como andar de bicicleta, o ScrumMaster serve de apoio para o time Scrum aprender a usar o Scrum, fazendo os treinamentos pelo tempo necessário para que todos absorvam a cultura ágil no seu dia a dia. E, como um treinador exemplar, ele precisa confiar no seu time para que, quando chegar a hora, ele solte a traseira da bicicleta e cada piloto continue a traçar a sua trajetória rumo ao sucesso e às entregas ágeis.

Então, para tornar o time Scrum mais independentes, o ScrumMaster pode:

  • Capacitar e treinar o time Scrum continuamente sobre os conceitos e as possibilidades que a metodologia pode trazer ao seu trabalho;
  • Recolher feedbacks para deixar seu treinamento cada vez mais prático e com mais entrega de valor para o seu time;
  • Criar laços com todo o time, para entender as particularidades e desejos de cada pessoa. Conte e deixem que contem as suas histórias;
  • Incitar o seu time a criar seus próprios objetivos e tarefas dentro do setor;
  • Sugerir a auto reflexão do que foi feito e fazer com que deem ideias de melhoria para o próximo sprint;
  • Deixar as reuniões mais dinâmicas para incitar a criatividade;
  • Confiar no seu time e sugerir que “puxem” as reuniões, proponham e coloquem em prática as suas ideias.

O trabalho não é fácil, cada dia vencendo um desafio diferente e passando mais um nível do jogo. Leva-se tempo. Ninguém nasce pronto, mas depois que aprende é aquilo que a gente sempre escuta: “É como andar de bicicleta, a gente nunca esquece!”

Agora, você gostaria de conhecer ScrumMasters que tem deixado os seus times cada vez mais independentes? Inscreva-se no ScrumCamp, o bootcamp para ScrumMasters. Ele acontecerá nos dias 14, 15 e 16 de setembro, e você pode se inscrever clicando aqui ou no banner! Até lá aproveite para dar uma olhadinha no nosso blog e conhecer mais conteúdos a respeito das metodologias ágeis mais utilizadas no mercado, clique aqui para acessar o blog.

Sharing is Caring!